Vereador de Aracaju e ex-pastor é acusado de abuso sexual

Vereador pede “perdão a Deus” por aliciar menor de 13 anos com propostas sexuais. Carlito Alves alega tentativa de extorsão

 

A jornalista Rita Oliveira informa em sua coluna na edição desta quinta-feira, 12, do Jornal do Dia, que “uma bomba relógio” contra vereador de Aracaju pode estourar a qualquer momento.

Segundo a jornalista, a CPI da Pedofilia, instalada na Assembleia Legislativa, deve receber a denúncia.

Ainda de acordo com a jornalista, o pai de uma menor de 13 anos de idade estaria levando denúncia grave ao conhecimento da polícia.

Veja o que informa Rita Oliveira:

Em Aracaju está para estourar um crime de pedofilia envolvendo um vereador. O dito cujo está aliciando uma menor de 13 anos através de encaminhamentos de vídeos com ele se masturbando e dizendo que gostaria de “gozar na cara dela”.

No vídeo, o vereador diz ainda que a sua tara é “comer” a menor toda. Ciente do crime que está cometendo, ainda no vídeo ele pede perdão a Deus, diz que a carne é fraca e não resiste ao pecado da carne com a menor de apenas 13 anos.

Temendo ser pego o vereador pedófilo oferece mil reais por mês para a menor ficar calada, não comentar nada com ninguém. Enfatiza que é parlamentar, uma pessoa pública que não pode ser denunciado.

Deu azar porque o pai da menor pegou o vídeo e deve denunciar o crime à polícia.

O escândalo deve parar na CPI da Pedofilia que foi instalada recentemente na Assembleia Legislativa.

Na manhã desta quinta-feira, 12, em entrevista na FM Jornal, o vereador Carlito Alves (PRB) revelou que a denúncia de pedofilia está sendo feita contra ele:


“É tudo mentira. Fui à polícia, que já instaurou inquérito. Estão tentando praticar extorsão contra mim. Darei entrevista coletiva para desmentir tudo”.

Compartilhar:

Deixe seu Comentário