SERGIPANO SE DESTACA ATUANDO NO GOVERNO FEDERAL, EM BRASÍLIA

 

Davi Calazans agora é Secretário Executivo do Conselho Nacional de Direitos Humanos do Governo Federal

Com apenas 33 anos de idade e uma extensa carreira com atuação em causas públicas, o jovem sergipano natural de Aracaju, Davi Lima Valente Calazans, acabou de ser convocado para uma nova e importante missão. Ele acaba de assumir a cadeira de Secretário Executivo do Conselho Nacional de Direitos Humanos, um dos maiores e mais importantes Conselhos do Governo Federal e, pela sua grandeza, também um dos mais complexos de administrar. A indicação partiu da Ministra Damares Alves, sergipana de coração e amiga pessoal do recém nomeado Secretário Executivo.

Davi Calazans é bastante conhecido em Sergipe e coleciona uma vasta experiência nas mais diversas áreas sociais e dos direitos humanos. Em seu currículo de atuação em Brasília, ele foi Chefe de Gabinete da SNPIR (Secretaria Nacional de Políticas de Igualdade Racial) e Assessor Ministerial do MMFDH (Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos). Foi ainda Conselheiro Nacional da Juventude e Conselheiro do CNPCT – Conselho de Povos e Comunidades Tradicionais.

O Aracajuano amigo de Damares é gestor público e foi coordenador da Rede Nacional em Defesa da Vida em Sergipe por nada menos que cinco anos consecutivos. Ele atua na área de direitos humanos há cerca de 12 anos e, por conta de sua atuação, recebeu recentemente a maior honraria em direitos humanos da Assembleia Legislativa de Sergipe, a “medalha Dom José Vicente Távora”.

A brilhante atuação que rendeu ao sergipano Davi a confiança desta nova missão pode credenciá-lo inclusive a assumir, quem sabe, uma importante Secretaria Nacional no Ministério da Damares. Talento, experiência e muito potencial ele tem, além de um trabalho já nacionalmente reconhecido. Um sergipano chegando por mérito ao posto de Secretário Nacional seria um grande orgulho para o estado.

“Para mim é uma honra poder representar Sergipe aqui no Governo Federal e mais ainda recebendo agora tamanha responsabilidade que é gerir esse tão importante e renomado conselho. Sempre trabalhei a minha vida toda com a promoção dos direitos humanos principalmente no tocante a defesa da vida, o maior de todos os direitos. Sou eternamente grato a Ministra Damares pela confiança e carinho para comigo e a todos do CNDH que me receberam muito bem! Servir a minha pátria e ao nosso povo querido é uma grande bênção e honra”, diz Davi.


Compartilhar:

Deixe seu Comentário