Prêmio “Melhores do ano gospel” celebra a música cristã

A cerimônia em São Paulo premiou diversos artistas, e arrastou um grande público numa gelada noite de meio de semana

Na última terça, dia 11 de setembro, ocorreu em São Paulo a premiação “Melhores do Ano Gospel”. A RM Entretenimento promoveu a primeira edição do prêmio, que homenageou músicos cristãos em diversas categorias. O Auditório Celso Furtado, no complexo do Anhembi (zona norte da capital paulista) sediou o evento. Mesmo sendo uma noite gelada de terça-feira, o público lotou o auditório para conferir a premiação.

Na categoria de melhor grupo, ganharam Ao Cubo, Kemuel e Preto no Branco. Na categoria de melhor compositor, o ganhador foi o Bispo Marcello Brayner. Na categoria de melhor cantor, foram premiados Davi Sacer, Leonardo Gonçalves e Anderson Freire (ausente, representado pela esposa Raquel).

Na categoria de revelação, ganharam Ton Carfi, Isaias Saad, Pr. Lucas e Banda Universos. André e Felipe levaram o troféu de melhor dupla, o grupo Vencedores por Cristo levou a categoria de consolidação de carreira, e os troféus de melhor cantora foram para Eyshila, Soraya Moraes e Priscilla Alcântara.

 

Veja também:
Daniel Araújo: “A arte não tem rótulo, não tem religião”
Expo Cristã anuncia programação do Bem Festival

 

Também foram dados troféus em homenagem ao trabalho de artistas e gestores para o meio gospel: o Pr. Adhemar de Campos, Daniela Araújo, Regis Danese, a empresária Adriana Barros (organizadora da Expocristã), o Bispo Marcelo Silva (diretor artístico da Record TV e idealizador do antigo Troféu Talento), a cantora Aline Barros, e o secretário de cultura da cidade de São Paulo André Sturm. Confira o álbum do evento aqui

 

Uma noite de sucessos novos e já consagrados

O grupo Ao Cubo destacou o novo projeto, lançando um single de cada vez. Eles cantaram a nova música de trabalho chamada Vaso. Daniela Araújo, mesmo rouca, também cantou seu último lançamento, Ruídos. Outro que trouxe uma canção nova foi Leonardo Gonçalves, com Deus sabe, Deus ouve, Deus vê. Soraya Moraes aproveitou a oportunidade para falar do novo EP que está preparando. Pr Lucas cantou Marcas da Vida, trilha sonora do filme Nada a Perder (que conta a biografia do Bispo Edir Macedo).

A cantora Eyshila dedicou seu prêmio à Pastora Ludmilla Ferber, e cantou O milagre sou eu, uma de suas últimas composições. Já Isaias Saad cantou o sucesso quase instantâneo Ousado amor. O pastor Fernando Rodrigues cantou a música “Jesus”, tema da abertura da novela de mesmo nome na Record TV.

Mas a noite também foi de sucessos consagrados. O humorista Daniel Araújo subiu ao palco para acompanhar Clóvis Pinho e Luan Murilo do grupo Preto no Branco. “Vim representar o Wesley e o Jean ao mesmo tempo”, disse o humorista, fazendo referência aos quilos a mais que ganhou recentemente. Clóvis Pinho fez uma versão solo do sucesso Ninguém explica Deus.

Os irmãos André e Felipe fizeram todo mundo levantar com o sucesso Acelera e pisa. Ton Carfi cantou e tocou piano ao vivo no sucesso Porque eu te amei. Regis Danese cantou a clássica Faz um milagre em mim. E Priscilla Alcântara encerrou a noite com um de seus maiores sucessos, Espírito Santo.

Compartilhar:

Deixe seu Comentário