Ludmila Ferber testemunha de sua fé a revista: “Amo a vida”

Pastora falou sobre sua luta contra um câncer agressivo

 

Em uma entrevista à revista Veja, a pastora Ludmila Ferber deu um forte testemunho de fé. Ela revelou, na conversa publicada nesta sexta-feira (22), que “ainda não venceu o câncer, mas está no caminho”.

Ela contou como foi o diagnóstico da doença no pulmão. Ludmila explica que foi tardio, já com metástases no fígado e ossos.

 

– Em 2017, passei quase os últimos seis meses do ano com uma tosse muito forte. Como minha agenda é agitada, só fui investigar quando uma das minhas filhas me pediu com veemência que eu fosse ao médico – declarou.

A pastora afirma que seu primeiro pensamento foram suas três filhas.

– Pensei: “não posso morrer, não é agora. Sou o esteio da minha família”. Tenho uma missão na Terra. Não acabou. Desde então, tenho me ancorado na minha fé – afirmou.

Ludmila decidiu tentar de tudo para conseguir a cura, já que seu caso é inoperável. Ela decidiu tentar até tratamentos experimentais. O atual consiste em uma quimioterapia por comprimidos e tem mantido seu estado de saúde estável há um ano.

– Os exames são um fato, mas vivo numa realidade paralela: eu me sinto forte como uma leoa, continuo viajando, fazendo apresentações musicais em igrejas, no Brasil e lá fora. (…) O câncer é no pulmão, mas não desisti de cantar por causa dele – testemunhou.

A pastora também afirmou que seu quadro tem impressionado os médicos e que eles entendem de onde vem a fé dela, apesar de não compartilharem dela.

– Nunca questionei a Deus por causa da doença. Uma das minhas músicas se chama Nunca Pare de Lutar, e estou vivendo isso. Quero viver, amo a vida. Enquanto há vida, há esperança – exaltou.

 

 


Compartilhar:

Deixe seu Comentário