Isaias Saad comenta carreira e vida pessoal

Cantor contou suas experiências espirituais, e deixa mensagem de incentivo aos jovens

O cantor Isaias Saad foi a maior revelação da música gospel no ano 2018. Ele foi um dos premiados como revelação no prêmio Melhores do Ano Gospel 2018, e os números mostram isso – a música Ousado Amor está na décima posição entre os virais do Brasil, e na posição 45 em todo o mundo. Na Expo Cristã 2018, o cantor fez um pocket show e aproveitou para responder perguntas do público sobre a vida, a carreira, e as experiências espirituais.

Com um álbum completo recém lançado, Isaías comentou que ministra na música há muito tempo, mas sua carreira profissional ainda vai trilhar longos caminhos. “Não é falsa humildade: eu não me sinto estourado. Eu cheguei no mercado agora. Eu senti Deus me dizendo que 2018 era o ano de fundar um alicerce, e 2019 vai ser o ano de construir”, afirma.

Uma das perguntas do público foi sobre o preparo e a dedicação que se deve ter com o ministério. O cantor foi direto: “A pessoa chega e fala ‘eu não ensaiei, mas é pra Deus’. Ele é dono do ouro e da prata, então merece o melhor. É a vontade de alcançar a fama que faz as pessoas apressarem as coisas. Se Deus deu uma palavra faz tudo debaixo dessa palavra, que vai dar certo”.

Veja também:
Rodrigo Silva lança dois novos livros

 

Sobre a vida pessoal, Isaías contou sobre os anos de sua adolescência em que passou afastado de Deus. “Minha primeira experiência com Deus foi com seis anos de idade, e eu nem sabia o que era aquilo. Eu me sentia protegido, como que com uma armadura. Quando eu me afastei de Deus eu comecei a me sentir deprimido. Mas eu não queria aquele Deus que falam nas religiões, para mim ele não existia mais. Um dia eu fui pra balada com meus amigos, e um cara veio me evangelizar. Por isso eu gosto tanto da letra de ousado amor ‘que deixa as noventa e nove só pra me encontrar’”, conta.

O cantor terminou sua fala deixando uma mensagem para os jovens que vivem conflitos em suas vidas espirituais: “Você conhece a árvore pelo fruto. Para os jovens, eu digo que devem continuar dando bons frutos”.

Compartilhar:

Deixe seu Comentário