Fábio Meireles lamenta alto índice de violência contra a mulher

Fábio Meireles vereador evangélico fala sobre o assunto em sessão.

 

O aumento dos casos de feminicídio e a violência imposta à mulher de modo geral, foram apontadas pelo vereador Fábio Meireles (PPS) como fatores preocupantes. “Essa é uma realidade muito cruel. Todos os dias, praticamente, assistimos ou ouvimos notícias sobre morte de mulheres. O mais lamentável é que os criminosos são pessoas que convivem com essas vítimas, normalmente, esposos, namorados ou companheiros. Não podemos continuar assistindo a isso de forma silenciosa”, afirmou o parlamentar.

Fábio destacou a importância da família e da boa e respeitável condução do casamento, mas entende que nos casos onde não é possível uma convivência pacífica, que haja separação, antes que as diferenças resultem em agressões físicas ou mortes. “A vida do ser humano tem que estar acima de toda e qualquer situação, principalmente, da arrogância e prepotência do ser humano, que muitas vezes não admite quando a mulher o deixa”, ressaltou o vereador, ao lamentar que o problema seja registrado em todas as classes sociais.“As menos favorecidas aparecem mais, porque, apesar do medo, o caso acaba sendo escancarado; No segmento mais aquinhoado financeiramente há um claro receio de aparecer para não virar um escândalo na classe social em que está inserida”.

O parlamentar chamou a atenção para que as forças policiais especializadas, a exemplo da Delegacia da Mulher, estejam preparadas para receber essas mulheres vítimas, de modo que elas se sintam acolhidas e confortáveis para registrar as suas queixas.  Observou, ainda, a importância de se adotar as medidas cabíveis para que os réus não as intimidemquando decidirem registrar Boletins de Ocorrências, bem como lhes garantam a devida proteção.  

“Essa violência tem sido crescente em todo o país e Sergipe, como não está isolado, enfrenta esse difícil problema. Não podemos calar diante disso”, afirmou Fábio Meireles.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação

Foto: Arquivo Assessoria de Comunicação

Compartilhar:

Deixe seu Comentário