Daniel Araújo: “A arte não tem rótulo, não tem religião”

Em entrevista exclusiva, o ex-Paxtorzão comentou a nova fase na carreira, e não poupou críticas à arte cristã

 

Na preparação para as entrevistas, os próprios jornalistas não sabiam como chamá-lo, e a pergunta repetida por quase todos foi o motivo para a mudança no nome e no tipo de conteúdo produzido. Ele encarou tudo com o bom humor de sempre, sem poupar piadas nem sobre os quilos a mais que ganhou recentemente. O músico e humorista Daniel Araújo esteve presente no pré-lançamento de “Deus não está morto: uma luz na escuridão”, o terceiro filme da franquia, que ocorreu num shopping da zona leste de São Paulo no último dia 14.

O motivo para mudar o conteúdo da sua arte ele já explicou: seu objetivo é parar de divertir apenas os jovens cristãos, com críticas ao universo gospel, e poder levar mensagens positivas a todos. Abandonar o nome Paxtorzão causa confusão, ele sabe, e lida bem com isso. “A minha expectativa é que atraia quem é de fora, senão acaba virando um entretenimento pra crente”, afirma. Além do seu trabalho musical, o álbum “Diferente”, ele está cheio de planos: “Tô atirando pra tudo quanto é lado, porque o leite da criança tem que vir todo mês”, brinca.

 

Veja também:
Humorista gospel Vini Rodrigues diz que sonha em ser pastor evangélico
A explosão da sétima arte cristã

 

Em entrevista exclusiva ao Cristão News, Daniel não poupou críticas à arte no meio cristão brasileiro: “A gente tá em 2018, eu acho que a gente tem que acordar e parar com bobagenzinha porque Deus ama as pessoas e quer alcançar as pessoas também através da arte”. Ele também mencionou alguns projetos já em execução, e deu dicas aos jovens cristãos que querem ingressar na carreira artística. Confira no áudio a íntegra da entrevista.

Compartilhar:

Deixe seu Comentário